Como começar a fazer a própria roupa / How to start making a handmade wardrobe

Olá Olá!!!

Querem começar a costurar roupinha para vocês e não tem ideia por onde começar? Não posso dizer que seja uma costureira experiente, mas já consegui fazer algumas peças de roupa para mim própria nos poucos anos em que tenho costurado. Pensei em partilhar aqui o meu processo e deixar-vos algumas dicas para que possam vocês também começar a costurar para vocês próprios.

25139500832_df04e1a108_c

Como acontece com qualquer outra actividade criativa, decidir o que fazer pode ser difícil – A. vocês podem apaixonar-se por um tecido que viram numa loja e não tem qualquer ideia acerca do que fazer ou B. apaixonam-se por um modelo que viram numa revista ou online e decidem que querem aquela peça.Normalmente eu enquadro-me mais na segunda categoria, mas posso dar-vos algumas dicas para ambas as situações.

A: Encontraram um estampado fantástico numa loja – e agora quanto compram? Não vos posso dizer com certeza, a experiência irá ser a vossa melhor amiga pois depende da construção do modelo, na necessidade de alinhar o estampado, e claro do tamanho que irão fazer. Apenas a título  indicativo a minha medida do peiro é 97cm e a parte mais larga da minha anca mede 100cm, para mim  2m deverá ser o suficiente para tops sem mangas ou de mangas curtas , calças e será mais que o suficiente para calções ou saias.; 2.5m deverá ser o suficiente para tops de mangas compridas ou vestidos de mangas curtas, e 3m para vestidos e camisas de mangas compridas. Esta indicação é para tecidos com larguras de pelo menos 1.4m e se tiverem a necessidade de alinhar o estampado (por exemplo alinhar corpetes e saias, alinhar mangas e corpetes) adicionem alguma folga ao comprimento de tecido que vão comprar.

Se como eu, não forem confiantes os suficiente para se lançarem na construção de vestuário sem um modelo, mas não fazem ideia que modelo usar não temam! A internet é vossa amiga! Não conheço nenhuma lista de modelos de costura tão boa como o ravelry é para modelos de tricot, mas existem algumas páginas que tem umas boas listas e estão em crescimento: The foldline é um website muito simpático e relativamente novo, que promete tornar-se uma interessante comunidade online para costureiras. Tem integrada uma lista de modelos de costura, principalmente de designers independentes, que está em constante crescimento. O website Pattern review é mais antigo e tem imensos utilizadores, mas não tive ainda oportunidade de o explorar bem, e não se esqueçam de procurar hashtags ligados à costura no instagram ou de se inspirarem em blogs de costura. Não conheço muitos recursos em Português, um que já tive a oportunidade de espreitar é a magazine cosemais. Estejam atentos a este site, parece-me um óptimo site para aprender mais sobre costura. Tenho por hábito costurar mais os modelos de designers independentes, que os modelos das grandes companhias de modelos de costura, pois acabo por os ver mais vezes costurados na net e depois de adicionados os portes de envio ao preço do modelo, o total fica semelhante a comprar um modelo a um independente pela internet. Outro ponto a favor dos modelos de designers independentes é que geralmente as instruções para costurar são muito mais compreensivas, pois são orientados para novatos ou iniciados na costura. 

B: Têm o modelo perfeito mas não conseguem perceber quanto ou qual o tecido a comprar. Os envelopes dos modelos costumam indicar alguns exemplos de tecidos adequados para esse modelo, podem sempre tentar pedir alguma ajuda na loja. Existem dois grandes grupos de tecidos – os “tecidos” em tear que são menos elásticos e as malhas que são elásticas por natureza. Mas o importante é não trocar entre estes dois tipos de tecidos, se o modelo indica que devem usar um “tecido” em tear (popeline, sarja, chita, chiffon, crepe, ganga, cambraia, etc etc) não troquem por uma malha (jersey, scuba, etc) – consoante o tipo de tecido recomendado o modelo estará a contar com uma folga para permitir o movimento no caso dos “tecidos” ou pode não ter folga no caso das malhas. Os dois tipos de tecidos podem ser feitos de uma enorme variedade de materiais e espessuras – eu diria para seguirem o que o modelo recomenda. Para saberem quanto precisam de comprar, os modelos costumam ter umas tabelas com os tamanhos e quais as dimensões a que esses tamanhos correspondem, e indicam a quantidade de tecido necessária para cada tamanho. 

fabricwarehouse
Imagem de um armazém de tecidos de xdilatory.tumblr.com

Depois de comprarem o tecido não se esqueçam de o lavar e passar a ferro antes de o começarem a cortar. Alguns tecidos encolhem com a primeira lavagem e é melhor que encolham antes de terem a vossa nova peça de vestuário feita e a servir perfeitamente. 

Hoje termino por aqui, volto daqui a uns dias para vos dar umas luzes acerca de como usar um modelo de costura.

Hi guys!!! How’ve you been doing?

So you’re thinking of starting to sew for yourself but have no idea on how to get around to doing it? I can’t say I’m an accomplished sewist, but over the years I’ve been sewing I managed to whip up a few garment for myself. I thought of sharing my process here and leave you with a few pointers on how you can start sewing for yourself too.

25139500832_df04e1a108_cAs with any other craft, deciding what to do can be difficult – A. you might fall in love with a fabric at a store and have no idea what to make or B. you might find pattern you saw completed at a magazine or online, and decide that you want to make it for yourself. I tend to be on the second category most of the time, but I can also give you some pointers for the first group too.

A: You found a print you love at a store – now how much should you buy? Well I can’t tell you for sure, experience will be your best friend here, as it will depend on the garment construction, the need to match the print and will change with sizing. I’m a size 97cm bust and 100cm at my widest point on the hips, and for me 2m should cover most short-sleeved tops and trousers and be more than enough for shorts and skirts, 2.5m most short sleeved dresses and long sleeved tops and 3m long sleeved shirts and dresses. These fabric lengths are for 1.4m wide fabrics and if you need to guarantee that your print will align perfectly allow for extra fabric lenght.

If you, as myself, are not confident enough to launch yourself into garment construction without a pattern, but don’t know which pattern to use fear not! The internet is your friend. I don’t know of any sewing pattern database as good as ravelry for knitting patterns, but there are some nice growing sewing pattern databases: The foldline is a lovely and relatively new sewing community website that has integrated a nice indie pattern database, Pattern review is a more established pattern review website, and don’t forget to check sewing related hashtags on instagram and peruse sewing blogs for more inspiration. I usually sew more from indie pattern designers than established sewing pattern companies because I see them sewn up online more often, and after adding up the shipping price, often get them at around the same price. Take note that indie designers usually orient their patterns towards the begginer sewist and will be more thorough in their instructions .

B: You found the perfect pattern but the pattern instructions mean nothing to you, and you’re not sure what type of fabric to buy or how much.  The pattern envelope should state a list of fabrics suitable, you can always ask for help at your fabric store. There are two types of fabric construction – woven fabrics which usually are nonelastic and knit fabrics which are elastic. If your pattern states you should use knit fabric (jersey, scuba, ponte) or woven fabric (poplin, denim, twill, chambray, gauze, crepe, satin etc etc) don’t change it – the pattern might be accounting extra width to allow movement in case of woven fabrics, or not in case of knit fabrics. Both these types of fabrics come in a wide range of materials (cotton, wool, linen, silk, synthetic) and weights/thickness – I would recommend sticking to your pattern recommendation. To know how much to buy have a look at your pattern size (compare your body measurements to the size table on the pattern), and buy the recommended amount for your size.

fabricwarehouse
Fabric warehouse picture from xdilatory.tumblr.com

 

After you’ve decided on your fabric and brought it home, remember you should wash and iron it before starting to cut. Some fabrics might shrink after the first wash and it is better to have the shrinkage happen before starting to construct your garment.

I’ll leave you here and come back in a few days – this is a very long winded explanation and you might not be up to be invaded with information.

 

Advertisements

4 thoughts on “Como começar a fazer a própria roupa / How to start making a handmade wardrobe

  1. Carla says:

    Eu tenho este objectivo para este ano, este fim de semana vou fazer uns calções, já tenho o tecido (lavado e passado), o molde e a vontade! Até agora o que me faz mais confusão é a escolha do tecido mas tudo se aprende 🙂

  2. iribeiro says:

    A mim também me faz muita confusão, principalmente porque não conheço muito os nomes em português. Uma estratégia que eu uso para escolher um tecido é pensar no género de tecido usado nas peças de compra do mesmo género. Na internet fica muito muito difícil, vou olhando para o tipo de peças que a loja aconselha a usar aquele tecido (se diz que é para blusas dá para perceber que é um tecido fino, se diz para calças e saias um pouco mais grosso). Voiles e charmeuse há o risco de ser transparente. De qualquer forma é sempre um risco grande.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s