Adeus Verão / So long Summer

Olá leitores!!

Para o mais incauto leitor poderá parecer que ando compleatamente avariada do juízo, que este blog se mudou definitivamente para o hemisfério sul – vestidos de Verão em Novembro??? Embora esta semana não pareça, até há 15 dias atrás tivémos temperaturas de 25-30ºC neste pequeno cantinho. Não leitor, não perdi o juízo nem me mudei para a Austrália.  

24242695238_0119ed2b56_k

Esta foi a minha primeira vez a experimentar moldes da revista Seamwork, lançada pela Colette patterns. Este é o vestido Adelaide e eu praticamente copiei a escolha de tecido da foto do molde (sim, sou assim tão pouco original). Este é um algodão semelhante a linho – “linen-look”, mas não deixa de ser algodão, e é uma óptima opção para este vestido – tem uma espessura agradável sem ser quente, rígido ou pesado. O tecido é da loja Minerva crafts, comprei dois metros mas fiquei com imensas sobras, metro e meio seria mais que suficiente para o meu tamanho.  

Adoro o resultado, acho um vestido simples, mas que mesmo assim me favorece. Fiz algumas modificações ao molde a partir do tamanho 10: comecei por fazer um aumento do tamanho do peito (ver “full bust adjustment”) e ajustei o molde para a curvatura da minha colune retirando comprimento ao centro das costas (ver “sway back adjustment”). Depois de alfinetar as peças do vestido para ter uma ideia de como iria ficar, decidi retirar alguns centímetros às alças, descer o decote e um pouquinho nas cavas. Comprei recentemente o livro que todo o mundo fala que é a bíblia dos ajustes de moldes – “Fit for real people“. Ainda não terminei de o ler, mas a táctica de “vestir” o molde para perceber os ajustes necessários, e depois confirmar nas peças de tecido antes de começar a costurar já estão a valer a compra.  

26318634609_7257bfd80b_k

Achei as instruções bastante simples e fáceis de seguir (o que não é de espantar, pois é um simples vestido reto), o único passo que me causou mais confusão foi a instrução para a construção da carcela – na peça do molde está indicada uma linha de dobra, que não é o local por onde se deve dobrar o tecido para construir a carcela. As instruções dão a indicação que a carcela deverá ser dobrado pelo círculo marcador e não pela linha de dobra, claro que avançando sem prestar muita atenção às instruções comecei por dobrar ao longo da linha de dobra, mas isto fazia as frentes do vestido ficarem muito muito largas. Fora esse pequeno percalço que ficou rapidamente resolvido, só tive problemas mesmo ao fixar as molas de pressão – conseguir que todos os dentinhos fiquem incluídos na parte de trás da mola nem sempre é fácil, mas depois de muitas lutas, lá consegui. 

E é tudo, o meu novo vestido de Verão vai agora esperar pelos dias mais quentes. Escrevo-vos em breve e até lá mantenham-se bem agasalhados. Este mês vou tentar participar finalmente num dos desafios do blog Sewcialists – vou fazer algumas versões de um dos meus moldes TNT – “tried and true”, ou seja aqueles moldes que funcionam sempre bem e que repetimos mil vezes. 

Até breve!!

imagem1

Hi readers!!

It would seem to the untrained eye that, lately, I’ve been setting a theme for this blog, of posting off-season projects. Yet, up until last week we’ve been  having 25-30ºC temperatures here in my little corner of the world, no reader, I haven’t moved to the Southern hemisphere, and this last Summer dress is not that off season after all..

24242695618_a7b170cadd_k

This is my first time trying out Seamwork magazine patterns – the Adelaide dress. I pretty much copied the pattern photo for my fabric choice (yup I’m that unoriginal). It’s a purple linen-look cotton from Minerva crafts, I got two meters but I had a ton of leftover, so a meter and half would be more than enough for this dress in my size. I believe this fabric is ideal for this dress, it has such a nice thickness and it’s quite breezy.

I’m totally in love with it, such a simple yet flattering dress. I did make a few modifications, I started out cutting a size 10, made a FBA, a Sway back adjustment and lenghtened the skirt by default. After pin-fitting the fabric I decided to raise the straps on the shoulder and then scoop out the neckline and scoop the armpit. I recently bought the fitting bible everyone talks about – Fit for real people, I’ve yet to finish reading it, but the notions of pin-fitting your pattern, and pin-fitting your fabric prior to sewing it are already paying off.

The instructions were quite simple and easy to follow (how could they not, it’s a shift dress), the only step I thought could not be well explained was the construction of the placket – in the pattern piece there’s a fold line marker, that is not where you are supposed to fold the placket in. The instructions state to fold the placket at the circle marker, of course, not reading properly I folded at the fold line marker, yet this made my front waay too wide for me. Other than that the only hiccup I had was attaching the snaps, where I had a few problems with prongs not meeting the proper place, but in the end I managed.

24242695898_27f02438be_k

That’s it peeps, my dress will now wait for warmer days. Try to keep warm and I’ll see you again soon. This month I’m finally entering a sewcialists blog challenge – I’ll make a few versions of my TNT pattern of choice and share with you in a few weeks.

imagem1

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s