O meu molde TNT / My TNT pattern

Olá a todos!!

Aqui estou eu, a atrasada, que finalmente vim partilhar convosco as minhas novas versões do meu molde preferido, para o desafio de moldes TNT – “tried and true” – moldes que funcionam sempre bem.

O molde que elegí como o meu preferido foi a Cheyenne tunic and shirt da Hey June Handmade – já tinha feito duas das versões do molde – a túnica com carcela fechada, e a camisa com carcela simples, gola e colarinho.

                       31135126355_45c90613f2_n 32608663312_1752925705_n

O modelo está cheio de potencial para fazer diferentes versões logo à partida, com dois comprimentos, dois estilos de decote e carcela e dois comprimentos de manga, com apenas alguns ajustes à forma como assenta, para servir na perfeição, podemos começar a deixar a imaginação voar.

A primeira nova versão que fiz foi mesmo para fazer esses ajustes – é uma camisa com gola e colarinho com a carcela simples:

25046057648_d278aafa13_c

Para esta versão subi um pouco os ombros na frente- retirando algumas das rugas que sempre tenho nessa zona, com a correspondente alteração no colarinho e gola. Voltei a fazer os ajustes que tinha já feito na versão anterior em azul (ajuste para costas encurvadas, menor comprimento no centro da zona dorsal, e redução do comprimento da manga). Fiz também uma alteração à abertura da manga – redesenhei a peça para ficar mais comprida e mais fina, à semelhança das peças das minhas camisas de compra (desculpem não mostrar o pormenor mas em todas as fotos que fiz o tecido ficava desfocado devido ao padrão).

Nestas novas versões decidi seguir o conselho da Gabriela do blog Chalk and Notch e comprei entretela de jersey e acho que funciona muito bem, não é muito rígida e dá a forma necessária à peça. O tecido é uma gaze de algodão, dos cestos de retalhos da Feira dos Tecidos, e foi uma dor de cabeça para costurar. Este género de tecido tem uma tecelagem muito solta e por isso é muito fácil distorcer o tecido. No final tive que ajustar a bainha, mas não sei se tive muito sucesso a alinhá-la.

Para a minha segunda versão fui um pouco mais criativa. A ideia para esta blusa veio de uma publicidade que vi no Instagram, confesso que já nem sei a quê ao certo, mas apaixonei-me pela blusa que a menina tinha vestida na foto – ainda bem que sei costurar:

38202166914_463e509dd5_c

Para fazer este decote combinei as carcelas das duas versões fornecidas no modelo, para ficar com um decote em v, mas com uma carcela que abre até ao fim da blusa.  Cortei as costas como uma peça só e fiz uma manga curta esvoaçante. Para desenhar a manga cortei a peça do modelo 5cm abaixo do sovaco, e depois seccionei-a em pedaços de 1 cm, e abri esses pedaços ao máximo. Se querem fazer uma semelhante procurem tutoriais pela internet como “flutter sleeve”, eu já vi esta técnica algures.

38202166954_b8eb417abf_c

No geral estou muito contente, a manga não ficou perfeitamente como queria, mas está lá perto. O tecido é um chiffon em poliéster, também da Feira dos Tecidos, e toda a blusa é terminada com costuras inglesas e bainhas enroladas, para conseguir o acabamento perfeito. Só tenho pena de não ter conseguido fazer esta blusa ainda no Verão, agora terá que esperar por temperaturas mais amenas.

Ainda tenho mais algumas versões de blusas Cheyenne que quero fazer, mas penso que irei manter as opções que o modelo fornece – talvez estreitando um pouco a manga, é algo que ainda não experimentei. 

E vocês o que acham de repetir moldes, e de moldes “Tried and true”? Quais são os vossos favoritos?

Até Breve 😉

imagem1

Hi y’all!!

Here I am, eternally delayed, sharing my latest makes out of my TNT pattern, the Cheyenne tunic and shirt from  Hey June Handmade. This is my take on the #sewcialistsTNT challenge from the Sewcialists community blog for the month of November. If you haven’t been following the challenge, TNT stands for Tried and true – patterns that we keep remaking and honing the fit, and repeat into several different versions.

I had already made the two different versions of the Cheyenne tunic, version A, the traditional button down with a collar with a stand, in the traditional shirt lenght with long sleeves, and version B, with popover placket in tunic lenght with 3/4 sleeves.

32608663312_1752925705_n 31135126355_45c90613f2_n

With its two lenghts, two sleeve lenghts, and two neckline and placket styles the pattern is full of TNT potential, with just a few adjustments to hone fit, we’re ready to let our imagination soar and add new versions to what is offered.

My first make was not a big departure out of the original pattern, I just made a few extra adjustments to perfect the fit – it’s the classic A version, in shirt lenght:

38202166864_22327b6933_c

This time I raised the shoulders a bit at the front, resolving the wrinkle problem I allways have at the front shoulder, and made the corresponding adjustment to the collar and stand. I mantained the adjustments I already had made on my blue version – sway back, reduced center back yoke, and shortened sleeve. For this version I redesigned the sleeve placket to make it thinner and longer, using the measurements from a RTW shirt. I think it does look more elegant, unfortunately my placket pictures all came out too blurry for posting. This fabric is a nightmare to focus.

I used the advice from Gabriela of Chalk and Notch blog and bought tricot interfacing it does look lovely, it’s not too stiff and provides the necessary structure. Speaking of fabric, I used a cotton gauze from the remnant bin at the local fabric shop, a true nightmare to sew. The weave is way too lose and the fabric distorts a lot, I had to re-align the hem at the end, and I’m not sure I was successful.

For my second version I was a tad more creative – I was inspired by an add on instagram, I can’t remember for what, but the blouse the girl was wearing got stuck in my mind – good thing I can sew:

38917497171_911181c642_c

I combined the plackets from versions A and B to get a v-neck button up placket, and cut the back as one piece only. To draft the flutter sleeve I cut the pattern piece 5cm bellow the underarm, and divided it into 1cm longitudinal sections, and then spread them as far as they would go. You should find more professional tutorials for drafting elsewhere on the internet.

38202166954_b8eb417abf_c

Overall I’m pretty chuffed, I might have spread the sleeve quite a bit more than necessary, but it works for the look. The fabric is a poly chiffon, also from the local fabric shop, and used french seams and rolled hems everywhere for the professional finishing look. I’m only sorry I haven’t finished this blouse still in the Summer, it’ll have to wait for warmer days to get worn.

I still have a few more Cheyenne shirts on my sewing queue, but I might go back to the options provided in the pattern, it was fun changing the pattern but I do love the styles provided. One of my future alterations to try will be to slim the sleeve, it feels a tad to wide.

What are your takes on repeating patterns and tried and true patterns? Which ones are your favourites?

See ya 😉

imagem1

Advertisements

One thought on “O meu molde TNT / My TNT pattern

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s